Imprimir

ALEGRIA!

“Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do SENHOR.” Salmo 122.1

O rei Davi era um homem segundo o coração de Deus. Como rei havia muita coisa a ser feita, muitos cuidados a serem tomados e muitas decisões importantes diariamente. Num contexto pesado assim e numa rotina assim tão densa obviamente ele teve de aprender a lidar com o erro e o acerto. Mas às vezes essa rotina intensa somada às desventuras cotidianas, mais a fragilidade humana, pode gerar cansaço e desgaste. E certamente isso acontecia.

Depois de uma semana inteira de ardor e labuta na quente Judéia dos tempos antigos, tanto o rei quanto o povo vêm chegar o Sabá (Sábado). O dia do Senhor. O dia de descanso. Refrigério completo para o corpo e para a alma. Enquanto peregrinam para o templo, lugar de adoração em Jerusalém, onde são oferecidas ofertas e orações, ações de graças constantes e louvor, lugar onde estão os sacerdotes do SENHOR, músicas começam a ser cantadas. Canções são ouvidas. Uma delas começa dizendo: “Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do SENHOR.” Alegria! A alegria do Senhor é a nossa força (Neemias 8.10). E a alegria enche o coração dos adoradores trazendo renovo, refrigério, esperança, novas chances de fazer escolhas pela perspectiva de Deus. Desde o mais simples até o rei, todos são bem-vindos à Casa de Deus. Lugar de descanso.

Meu tempo de caminhada na IPNCE foi assim. Um tempo de alegria. Depois de uma semana cansativa de trabalho, de erros e acertos, de tomadas de decisões, da vivência esmagadora do mundo lá fora, fosse numa reunião de oração gostosa às terças-feiras, fosse num ensaio do ministério de louvor, ou teatro, ou evangelismo, seja como fosse; ao chegar o dia e a hora, meu coração se enchia de força e alegria, e novamente minha alma cantava: “Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do SENHOR.” Lugar de paz e comunhão. Lugar de serviço e amor. Lugar de refazer o coração para a missão lá fora. Recobrar as energias para levar o amor e a graça de Jesus aos que estão tristes, vivendo longe da Casa do SENHOR. Refazer as expectativas de que grandes coisas Cristo fez e faz pelos homens cansados e frustrados.

Que a Casa de Deus seja esse lugar. Que ali haja a alegria de conviver com irmãos especiais e amorosos. Que ali haja a alegria de descansar o coração e a alma. Que haja serviço amoroso e constante. Que haja evangelização natural e carinhosa. Que haja novas possibilidades para socorrer o necessitado. Porque, como sabemos, Cristo veio morar em nós fazendo de cada um seu tabernáculo vivo e apaixonado. Se formos a Casa do SENHOR, a IPNCE continuará sendo lugar de alegria, de força, de crescimento e despertamento.

Que mais 50 anos de muita alegria venham e tragam ricas bênçãos do Senhor sobre sua Casa de Oração no Jardim Novo Campos Elíseos... Shalom!

Pr. Durval Bertho Neto