Imprimir

UM DESAFIO PERMANENTE

Quando conheci a Igreja de Novo Campos Elíseos ela era uma comunidade nova, com seus seis anos de vida. Corria o ano de 1970, e o Rev. Silas de Campos procurou, entre os calouros daquele ano, quem soubesse tocar. Eu me candidatei, e no domingo seguinte já estava tocando o harmônio, instrumento esse que continuou a ser usado por muito tempo.

Lembro da excelente acolhida que tive, da descoberta que D. Eunice fora contemporânea de meu pai nos tempos de estudante no Instituto JMC, em Jandira. Lembro dos esforços para prepararmos um pequeno grupo que cantasse nos cultos. Ainda guardo comigo um arranjo feito para o Domingo da Ressurreição.

Anos mais tarde tive o privilégio de voltar a essa Igreja: por quatro anos auxiliei o Rev. Silas nas atividades (1991-94), e nos quatro anos seguintes fui o pastor-titular da comunidade (1995-98). Foram anos de realizações, de planos feitos, de atividades desenvolvidas. Guardo boas lembranças, e é sempre bom, para mim e minha esposa, reencontrar irmãos e irmãs para um caloroso abraço.

As palavras que o Apóstolo Paulo endereça à igreja em Tessalônica são oportunas para uma igreja cinqüentenária: ele dá graças a Deus quando se recorda da fé operosa, do amor abnegado e da firme esperança, presentes na vida dos tessalonicences (1 Ts 1.2,3).

A fé deve ser expressa em maneiras concretas, em ação, em obras. Somos salvos pela fé, é verdade; mas somos salvos para uma vida de boas obras (Ef 2.10). Não há lugar na igreja para crentes que assistem e não se envolvem. A fé em Jesus impulsiona à ação.

O amor se desenvolve ou se manifesta no cuidado, no interesse pelo outro. O amor de Paulo pela igreja de Tessalônica se expressava em sua intercessão, mesmo que distante, e sem condições de desenvolver outras tarefas.

A esperança significa reconhecer que vivemos tempos ainda incompletos. Não se completou o que seremos; para aqueles irmãos isto significava suportar tribulações com os olhos cheios de esperança.

Que os irmãos e as irmãs da Igreja de Novo Campos Elíseos possam continuar na caminhada com Jesus agradecidos pelos anos de lutas e vitórias e dispostos a continuar servindo a Deus, com fé, amor e esperança. Deus abençoe a todos!

Rev. Donald Bueno Monteiro