Imprimir

IGREJA

Enquanto adoravam o Senhor e jejuavam, disse o Espírito Santo: ‘Separem-me Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho chamado’. Assim, depois de jejuar e orar, impuseram-lhes as mãos e os enviaram.Atos 13.1-2

 

            Muito se fala e escreve sobre igrejas nesses últimos anos. São técnicas e planejamentos para o crescimento de igrejas locais e métodos de administração semelhantes a métodos empresariais.

            Porém, como em tudo na vida cristã, a Bíblia é a única fonte correta e segura para entendermos e trabalharmos como igreja. O texto de Atos 13.1-3 apresenta algumas características de como a igreja deve viver e entre essas características podemos destacar três:

Serviço sagrado – a palavra para “adoravam” em 13.2 é liturgia e isto significa uma prática de adoração como um serviço sagrado. A igreja de Antioquia servia ao Senhor e consequentemente as pessoas de forma sagrada; Espiritualidade – os cristãos da igreja de Antioquia jejuavam e oravam e o resultado disso é a sensibilidade para ouvir a voz do Espírito Santo. A espiritualidade sadia, baseada na Escritura Sagrada é vital para sermos cristãos e consequentemente uma igreja sensível ao Espírito;

Missional – A igreja de Antioquia era composta por muitos profetas e mestres e entendia sua natureza missional. Assim, quando foi solicitado pelo Espírito o envio de dois de seus obreiros, a comunidade não hesitou, mas enviou-os com oração e jejum. Uma igreja local deve desenvolver sua natureza missional. 

            Como igreja local devemos servir, desenvolver nossa espiritualidade e testemunhar do Evangelho de Jesus Cristo e não buscar saídas humanas.                                 

Pr. Thiago